3 dias em Buenos Aires – Abril de 2014

Essa foi a primeira viagem que fizemos juntos e também foi a primeira viagem internacional dos dois, por isso ela marcou muito pra nós. A partir desse rolê, praticamente nos viciamos em viajar, como se tivesse aberto um mundo novo pra gente.

Essa viagem nós fomos de excursão com a Ton Excursões e na época pagamos R$ 500,00 por pessoa, onde incluiu a passagem de bus ida e volta e a hospedagem no hostel. Optamos por ir de excursão nesta vez, pois somente a passagem de ida e volta de bus daria os R$ 500,00 então foi praticamente de graça a hospedagem, por isso é sempre bom pesquisar bem antes se vale a pena ou não ir de excursões. Outra vantagem de ir de excursões, é ter a possibilidade de parcelar o valor, caso você não tenha o dinheiro inteiro. Dessa forma, indicamos o Ton Excursões pelo seu baixo custo e o suporte dado para os viajantes.

1º dia

Chegamos na capital dos hermanos numa sexta-feira em torno das 18h, após 22h de ônibus. Foi uma viagem longa e cansativa, mas todo esse cansaço sumiu assim que chegamos na cidade. Estávamos tão ansiosos e faceiros, que decidimos tomar um banho no hostel e ir pra rua. Ficamos hospedados no hostel Central 6, e o mesmo era bem localizado, apenas uns 10 min do Obelisco, bem no centro. Já havíamos pesquisado antes sobre a “Galeria do Rock” de Buenos Aires, que é conhecida como Bond Street (Av. Santa Fe 1670 – Recoleta), e foi a primeira coisa que fomos conhecer (mas antes passamos em um mercadinho para pegar uma Quilmes :D) mas por nossa infelicidade, a mesma já estava fechada pois já estava tarde :/ Decidimos ir jantar então mas não antes de gravar um video eufórico como abaixo:

O restaurante que jantamos foi um achado, passamos sem querer na frente e vimos que o ambiente era bem diferente, então entramos. Lembro que gastamos em torno de R$50,00 no total (R$25,00 para cada) e tomamos uma Quilmes litrão e uma pizza grande. Na hora achamos barato pelos padrões do Brasil mas depois vimos que pro padrão da Argentina estava meio carinho.

Depois de barriguinha cheia, fomos tirar algumas fotos no Obelisco e depois fomos para a Casa Rosada, já que são pertos (em torno de 10 min de caminhada). Como fomos no feriado da Páscoa e esse dia era a sexta-feira santa, aproveitamos para ir na igreja Matriz deles, que fica quase ao lado da Casa Rosada, em frente a Plaza de Mayo. Depois disso, fomos para o hostel dormir que amanhã começaria cedo o dia.

 2º dia

Após o café da manhã do Hostel, fomos para a Bond Street e dessa vez tivParrillaemos a sorte da mesma estar aberta. O lugar é muito diferente, com paredes grafitadas, estúdios de tattoo, lojas de skate, rock e etc, realmente é um pico obrigatório de se ir pra quem curti rock. Como já estava na hora do almoço, largamos pra um restaurante simples que passamos, porém a comida foi excelente. Escolhemos uma costela de gado (a famosa Parrilla) com batata-frita de acompanhamento e de bebida a clássica Quilmes. Tudo isso deu em torno de R$ 40,00 no total, e sério, está na memória ainda essa costela, muito boa mesmo!!! Infelizmente não lembramos o nome do restaurante, mas lembramos que é perto da Bond Street.

Logo após o almoço fomos na calle Florida, lugar bem conhecido para fazer compras por ter varias lojas de todos os tipos e valores. Lá conseguimos uma cotação muito boa referente as casas de cambios (4 pesos por 1 real), porém trocamos com os caras de rua, onde as notas podem ser falsas. Corremos o risco, mas no final deu tudo certo, as notas eram originais (acreditamos :D). Depois pegamos um táxi, que custou em média R$ 30,00 e levou em torno de 20 minutos até o Jardín Japonés (bairro Palermo) do qual era o nosso próximo destino. Para nossa infelicidade havia uma fila quilométrica para entrar no jardim e para ingressar teria que comprar um ingresso que custava em torno de R$ 20,00 por pessoa, pensamos bem e então resolvemos ir para a Plaza Sicilia que fica bem ao lado do jardim e era de graça hahahah. A Plaza Sicilia é grande e movimentada, possui uma área verde bonita e ainda você pode ver os hermamos jogando um futebolzinho.

Chegou o anoitecer e então levantamos acampamento, fomos para o parada de ônibus, confessamos que estávamos bem perdidos para pegar o ônibus hahahah, pois já haviamos pesquisado sobre os ônibus e sabíamos que lá os motoristas que são os próprios cobradores e que só aceitam moedas para pagar a passagem. Conseguimos trocar as moedas e então pegamos o bendito ônibus para voltar ao hostel. A passagem custa em média R$ 3,50 por pessoa.

A parada que descemos era um pouco longe do hostel, estávamos caminhando e passamos pelo Bar do Julio, vimos que ia rolar um som, então resolvemos ficar por ali pra dar uma olhada e só pra dar uma variada pedimos uma Quilmes :p Foi uma ótima ideia ficar ali,  pois assistimos uma apresentação de um cantor de tango, foi bem bacana.

Na noite fomos curtir á noite no bairro Palermo. Já havíamos pesquisado um lugar chamado Niceto Club, e naquela noite teria uma festa chamada La Noche De Los Videojuegos, pagamos em média R$ 15,00 por pessoa para entrar na festa e cada um ganhou uma lata de Quilmes de brinde e valeu muito a pena. A festa tinha vários fliperamas, video games, máquinas de dança e etc, tudo isso embalado ao som de uma banda só de saxofones tocando os melhores dos games antigos (mario, top gear e por aí vai…). Foi bem diferente mesmo e era só nós de brasileiros lá, então deu pra sentir bem como é uma noite portenha hehehe.

3º dia

No outro dia de manha cedo, resolvemos tomar um café da manhã em alguma padaria, pois estávamos loucos para comer umas medialunas e empanadas. Como era domingo, muitas coisas estavam fechadas, mas encontramos uma “pananderia” aberta, porém não havia medialunas :/ Mas as empanadas compensaram pois eram muito boas!! Depois do café, pegamos um bus e fomos para o bairro La Boca, para conhecer a Bombonera, Caminito e região (picos clássicos de Buenos Aires hehehe). E não é por menos, realmente é uma região muito bonita e bem diferente, é possível comprar diversas coisas turísticas de Bs As, ver danças de tango na rua, degustar um bom vinho ou até mesmo, entrar no estádio La Bombonera, pois o mesmo é um museu do futebol também.

Já havíamos pesquisado antes que no domingo rolava a feira de San Telmo e como este bairro é mais ou menos perto do bairro La Boca, pegamos um bus e fomos para San Telmo, parando no Mercado Público no bairro. Este lugar nos lembrou bastante o mercado público de Porto Alegre com as banquinhas bem parecidas, os produtos que vendem também. Saindo dali partimos em direção a feira de San Telmo, que é uma feira de rua, porém gigante. Deve ser em torno de umas 10 quadras talvez, e é possível encontrar de tudo, desde artesanato, roupas, brinquedos, bandas e músicos se apresentando, coisas antigas, até comida. Como já estava na hora do almoço, passamos por uma churrascaria que vendiam a carne no pão. Achamos muito legal e decidimos experimentar, e não nos arrependemos, a carne era gigante 😛

A feira termina bem na Plaza del Mayo, então demos um tempo ali pra tirar mais algumas fotos da Casa Rosada e depois quando estava escurecendo, fomos para o hostel descansar um pouco. No domingo a noite não havia muitas coisas abertas, então decidimos comer uma pizza pra fechar a trip. No outro dia de manhã cedo voltamos para o RS sabendo que não iríamos parar por aí, que aquela era apenas o começo de muitas viagens que viriam… e não estávamos enganados!

Anúncios

2 comentários sobre “3 dias em Buenos Aires – Abril de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s